quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Qualquer semelhança NÃO é mera coincidência.


    Vocês conhecem algum trabalho de educação extra curricular onde os alunos aprendem ciências usando ferramentas, ferro de solda, equipamento eletrônicos, etc. e onde produzem "jóias" de material de informática reciclado? Qualquer semelhança da reportagem publicada abaixo, que foi extraida do site Terra-tecnologia, com os Clube de Radioamadores e Clube de Robótica do CMPA NÃO é mera coincidência.

"Adolescente de Serra Leoa cria bateria com lixo e vai parar no MIT"

Bateria é uma combinação de metal, soda e ácido envolvidos com uma fita. Foto: Reprodução

 Bateria é uma combinação de metal, soda e ácido envolvidos com uma fita

    Um adolescente de 16 anos de Serra Leoa que aos 13 anos criou baterias e geradores usando materiais encontrados no lixo e ao redor das casas onde vivia é a pessoa mais jovem na história a ser convidada para o Programa de Visitação Profissional do Massachusetts Institute of Technology (MIT), um dos mais importantes centros de tecnologia do mundo. O jovem Kevin Doe é um engenheiro totalmente autodidata e vem encantando os especialistas. As informações são do Huffington Post.
     Doe administra sua própria rádio na comunidade onde vive em Serra Leoa, onde transmite jogos, notícias e música. A rádio é alimentada por um gerador criado a partir de um estabilizador de tensão que estava se deteriorando. O garoto criou também uma bateria para levar energia às casas da região onde mora. "A luz vem uma vez por semana, e no resto do mês, escuro", disse o adolescente, que criou a bateria para iluminar a comunidade nos momentos em que não havia energia.
O MIT descobriu o adolescente durante um salão de inovação internacional organizado em Serra Leoa. O doutorando David Sengeh foi quem reconheceu as habilidades de Doe. "É muito inspirador. Ele criou um gerador porque precisava", disse.
    Em setembro, ele participou de uma feira de inventores em Nova York e participou de um painel com outros quatro jovens americanos. Agora, Doe será um profissional residente no MIT e um expositor convidado em Harvard. Ele deve levar esse conhecimento de volta à sua comunidade. "Tudo que eu aprender aqui vou compartilhar com meus amigos, colegas e entes queridos", disse.


     Nossos parabéns ao jovem Kevin Doe por descobrir na ciência seu melhor potencial educacional.

Porto Alegre-RS, 21 de novembro de 2012
Gentil César Bruscato - 1º Ten QAO
Coordenador do Clube de Radioamadores do CMPA

 

 

 

 

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

O Código Morse está em Marte..


O robô-laboratório Curiosity, lançado pela NASA, deixa pegadas em Código Morse.

     
    A cada dia que passa mais nos sentimos orgulhosos de divulgar e ensinar "a magia dos pontos e traços", o código Morse.  Depois de tomar conhecimento do experimento do Instituto de Tecnologia de Fukuoka no Japão com a ideia de escrever o código Morse no espaço com o FITSAT-1, hoje ficamos sabendo que, até a NASA rendeu-se a reconhecer mais uma das intermináveis maneiras de utilizar o código Morse.
    
    Abaixo reproduzimos texto do sítio eletrônico de notícias do terra.
   

JPL fala sobre código morse que sonda deixa em Marte


Furos nas rodas da sonda Curiosity têm sua utilidade - mas formato não foi escolhido ao acaso. Foto: Nasa/Divulgação Furos nas rodas da sonda Curiosity têm sua utilidade - mas formato não foi escolhido ao acaso
Foto: Nasa/Divulgação

    O Laboratório de Propulsão a Jato (JPL, na sigla em inglês) - que é ligado à Nasa, mas tem administração independente - falou sobre os símbolos nas rodas do robô Curiosity e outros detalhes que não envolvem necessariamente pesquisa científica. Quando a sonda circula por Marte, ela deixa no solo, em código morse, as letras J, P e L.
     Ao jornal Daily Mail, Matthew Heverly um dos líderes da missão fala que realmente lá está o código morse. Procurado pelo Terra, o pesquisador brasileiro Nilton O. Rennó, que trabalha na equipe da Curiosity, disse em um primeiro momento não saber do código morse. Mas, depois, respondeu: "Chequei as marcas nas rodas da Curiosity. Você estava certo, os furos para fixá-la durante a viagem imprimem o nome do JPL em código morse."
     "Nós colocamos intencionalmente aqueles furos nas rodas para deixar um rastro único em Marte", diz Heverly. Ele explica que as marcas servem também para calcular a distância percorrida e a posição do robô. Rennó afirma que os buracos, durante a viagem, foram usados para ajudar a prender a sonda na nave espacial.

    Estamos, novamente, surpresos com mais esta criativa utilização do código Morse e com a convicção de que devemos continuar em nosso trabalho de divulgar "a magia dos pontos e traços".

   Para a notícia no site da NASA acesse: http://www.nasa.gov/mission_pages/msl/news/msl20120829f.html

Porto Alegre-RS, 14 de novembro de 2012.
Gentil César Bruscato - 1º Ten QAO
Coordenador do Clube Rádio do CMPA

   

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

O Código Morse está no espaço.



Quando muitos pensavam que o Código Morse estava em descompasso com as complexas tecnologias de nosso tempo satelital, ou até mesmo em total desuso, diferentemente de nós do Clube de Radioamadores do CMPA, eis que um experimento japonês evidencia mais uma das incontáveis maneiras de de usar uma ideia genial.

Aliás, aprender código Morse, dentro em breve, poderá ser feito olhando para o céu. O Instituto de Tecnologia Fukuoka do Japão, sigla JAXA, em inglês, lançou o FITSAT-1 (NIWAKA), uma missão experimental para testar a possibilidade de comunicação óptica por satélite. Que consta de pequenos satélites cúbicos com 10 centímetros de aresta dotados de LEDs  de alta energia produzindo pulsos de 200 W gerando flashes muito brilhantes para que se pareçam em brilho com uma estrela artificial. É esperado que estes mini satélites possam ser observados com a vista desarmada ou com binóculos pequenos.

 Mas o mais sensacional é que os flashes dos LEDs vão escrever mensagens no céu noturno em código Morse. Para quem pensava que o Código Morse havia se desconectado de utilização tecnológica ou mesmo sido desativado, bem, olhem para os céus e quando virem os LEDs NIWAKA acendendo nos procurem. Com a maior alegria lhes indicaremos como aprender “a magia dos pontos e traços”, a telegrefia. Para maiores informações acesse http://www.fit.ac.jp/~tanaka/fitsat.shtml.





A sequência de pontos e traços desenhados na imagem acima se nos apresenta desconexa, como se fosse um teste ou uma simulação, pois quatro traços representam as letras CH no código Morse original, após um sinal especial de serviço que aglutina as letras AR e significa fim de mensagem, depois seguem as letras C E R N E E.

Alguns de vocês devem estar se perguntando. "Como foram ter esta ideia? Será que há algum radioamador no Instituto de Tecnologia de Fukuoka?"  Sim o responsável pelo experimento Sr. Takushi Tanaka de indicativo JA6AVG, desde já nosso novo ídolo.


Imagens obtidas no sítio do  Instituto de Tecnologia Fukuoka.

Porto Alegre-RS, 12 de novembro de 2012
Gentil César Bruscato - 1º Ten QAO
Coordenador do Clube de Radioamadores do CMPA

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Estação Rádio do CMPA realiza contato com Ilha do Oceano Pacífico

  O radioamadorismo é uma atividade de desenvolvimento técnico na área de transmissão e recepção de ondas de rádio. Há várias categorias de sinais rádio, sendo os principais, SSB (fonia) e CW (telegrafia), além de sinais digitais onde um PC é acoplado ao equipamento rádio, sinais de TV e as experiências de reflexão lunar conhecidas com EME (Earth-Moon-Earth) onde se transmite um sinal de rádio em direção a Lua e recebe-se o sinal refletido pela Lua.
   Mas há uma atividade chamada de expedição de radioamadores para locais do planeta onde, normalmente, não existe esta atividade são conhecidas no meio rádio com DXExpeditions, traduzindo algo como expedições distantes.
   No mês de outubro de 2012, entre os dias 16 e 25, um grupo de dez aventureiros radioamadores  brasileiros organizaram uma expedição para a Ilha de Kiribati no Oceano Pacífico. Quando estas expedições acontecem são considerados "O Acontecimento" para os radioamadores de todo o mundo, pois esta pode ser a única oportunidade em décadas para se realizar contato rádio com este local do planeta.
  Dentre os radioamadores participantes desta expedição, um deles, é para nós do Clube de Radioamadores do CMPA, muito especial, que possui o indicativo rádio PY3MM, Miguel Renato Bulcão Zimmermann, reponsável técnico pela Estação Rádio PY3CM, do Colégio MIlitar de Porto Alegre. Pessoa sem a qual não teria sido possível ser o que hoje é o Clube Rádio CMPA, por toda sua colaboração e apoio.
   Mas para nós que em Porto Alegre estamos ficou um grande desafio, qual seja conseguir efetuar contato com rádio com a distante Ilha de Kiribati, cujo indicativo de trabalho da estação rádio é T30PY. Imbuídos de vencer ste desafio o coordenador do Clube, 1º Ten Gentil César Bruscato (PY3TT), aluno Nicolau Pereira Alff (PU3NPA) e ex-aluno Lucas Torales Azeredo (PU3LTA), tentamos contato rádio usando as antenas da estação rádio PY3MHZ da Escola Técnica Parobé, sem sucesso. A nova tentativa ocorreu no campo de antenas do 1º CTA, na noite de 18 para 19 de outubro. Utilizando equipamento rádio YAESU 450 do ex-aluno Azeredo e antena HI-GAIN, devidamente direcionada para Noroeste fomos bem sucedidos em contactar o disputado indicativo T30PY no modo telegrafia às 00h 40min do dia 19 de outubro de 2012, na frequência de 18.084 MHz, um verdadeiro troféu para nosso clube.
   Para os que se interessarem em maiores informações pode-se acessar o link http://www.mdxc.org/t30py/
   Colocamos aqui no nosso blog uma foto da equipe da expedição brasileira na Ilha de Kiribati.
   Parabéns aos abnegados radioamadores que destacam o Brasil no exterior.
   Forte 73.

domingo, 15 de julho de 2012

Operação Rádio Centenário do CMPA



DSC_1080_b          O Clube de Radioamadores do CMPA está promovendo a Operação Rádio Centenário do CMPA, evento inserido nas comemorações do Centanário do Casarão da Várzea. Os integrantes do Clube estão operando a Estação Rádio PY3CM desde as instalações do 1° CTA no Morro Santa Tereza, que oferece excepcional campo de antenas com alto rendimento. A Operação Rádio acontece nos dias 07,08, 14 e 15 de julho de 2012 com início às 18h de sábado e término às 18h de domingo. Estão participando da Operação o Aluno Nicolau Pereira Alff (PU3NPA) os ex-alunos Lucas Torales Azeredo (PU3LTA), Vanderlei Amaral Vieira Júnior (PU3WOW), Ezequiel Rodrigues Pinheiro, além de ST Nelson Luís Azeredo (PY3NLA), 1° Ten Gentil César Bruscato (PY3TT) e  ST Iltair Dihel, Chefe da Estação Rádio Transceptora Seccional do 1° CTA. Nos dois finas de semana, além de enfrentar as baixas temperaturas, próximo de quatro graus centígrados, conseguimos contato com radioamadores do Brasil, Alemanha, Canadá, Estados Unidos, Espanha, França, Ilhas Canárias, além de outros, o que nos obrigou ao indispensável treino da língua inglesa. para os contatos internacionais. Estamos inserindo imagem com relação de alguns de nossos contato rádio. Para verificar os países onde estão localizados os indicativos listados acesse o sítio www.qrz.com.
DSC_1083_bDSC_1085_b





Lista_Contato_QRZ_2012_07_14

sábado, 7 de julho de 2012

PARTICIPAÇÃO NO FIELD DAY

          O que os escoteiros chamam de grande jogo, os radioamadores chamam de conteste. Dessa forma, o objetivo do Field Day é trazer o jovem para o radioamadorismo através deste grande jogo, colocando sua estação no campo, em praças ou mesmo abrindo o seu “shack” para a visita de um jovem interessado, mostrando a ele o que são e o que fazem os radioamadores.
Participantes: Radioamadores e jovens de diversas idades.
Jogo: Apresentar uma forma competição saudável e divertida aos participantes.
Data: 16 de Junho de 2012.
Horário: 10h:00min às 22h:00min
          No dia 16 de junho, os integrantes do Clube de Radioamadores do CMPA participaram do tal conteste. Chegamos cedo ao colégio, pois marcamos de montar as antenas para participar do evento descrito acima. Começamos a montagem das antenas lá pelas 10h. Infelizmente começou a chover, mas isso não impediu que continuássemos nosso trabalho.
DSC05902DSC05904
DSC05907DSC05908
          Após fixarmos as antenas de 10, 20 e 40m nas árvores e grades do Colégio, demos uma pausa para o almoço. Após almoçarmos fomos ao rádio para enfim participarmos do Field Day. Estavam presente no local o senhor Nélson Luís de Azeredo (PY3NLA), pai de um dos integrantes, o ex-aluno Azeredo (PU3LTA), o ex-aluno Vanderlei Amaral (PU3WOW), o aluno Nicolau Pereira Alff (PU3NPA), e o 1° Tenente Bruscato (PY3TT).
DSC05909DSC05910
          Fizemos três contatos, na banda de 40m: PY3NZ, PY3WC e PY3FOX.
          O próximo evento do qual participaremos será a Rodada Centenário CMPA, que ocorrerá nos dias 7 e 8 de julho no modo telegrafia,  e nos dias 14 e 15 de julho no modo fonia.
http://www.radioescotismo.com.br/?p=449
Vanderlei Amaral

terça-feira, 12 de junho de 2012

1° CONTATO DE PU3WOW

          No dia 28 de abril ocorreu uma prova de admissão ao radioamadorismo, realizada pela LABRE-RS. Um dos integrantes do Clube de Radioamadores do CMPA compareceu à prova. Uma semana depois saíram os resultados, e foi aprovado mais um radioamador para a nossa estação.
DSC01480
          Como vimos na postagem anterior, temos um novo rádio no Clube, o TW-7000. No dia seguinte ao que o rádio chegou, 30 de maio, o instalamos e ficamos  operando. Nossa antena dipolo de 10m não estava em boas condições, pois estava cerca de 3m abaixo da altura ideal. Mas depois de algumas horas na escuta, conseguimos fazer um contato com Nélson Luís de Azeredo (PY3NLA), pai do ex-aluno  Lucas Azeredo (PU3LTA). Após falar com o filho, Nélson apadrinhou, em nome das Telecomunicações, mais um radioamador, o ex-aluno Vanderlei Amaral (PU3WOW). O contato ocorreu às 13h10min (local), na frequência de 28.405MHz. Esse foi o primeiro QSO de PU3WOW e no dia seguinte já foi entregue o cartão QSL. DSC01654DSC01655
Vanderlei Amaral

segunda-feira, 11 de junho de 2012

NOVIDADES NO CLUBE

          Nosso Clube nunca teve um local fixo com um rádio a nossa disposição para fazermos contatos. Nas vezes em que usamos o nosso rádio VHF TM-261 tivemos que improvisar em uma mesa. Nessa mesma ocasião tentamos fazer contato com a ISS (International Space Station), mas ela já havia passado pela nossa localização.

Photo-0049

          Semana passada, porém, tivemos duas novidades. Uma delas foi um local para termos o rádio a nossa disposição. Em baixo da escada, que liga o laboratório de Física à sala no 2° piso, havia um espaço ocupado por alguns equipamentos, e após colocá-los em outro achamos um local perfeito para caber uma mesa, uma cadeira, e o rádio, claro.

DSC01476DSC01480

          A segunda novidade foi que nós conseguimos emprestado pelo CTA um rádio HF TW-7000. Ele chegou na segunda-feira no final da tarde, e logo na terça pela manhã instalamos ele em baixo da escada e usamos uma antena dipolo para 10m que havíamos feito anteriormente. Assim, já podíamos treinar a nossa operação rádio

tw7000DSC01488DSC01484

DSC01486

 

Vanderlei Amaral

domingo, 20 de maio de 2012

Integrantes do Clube de Radioamadores constroem amplificador de áudio

         Grande parte do material que há no Clube, para não falarmos tudo, foi doado tanto por quarteis quanto por amigos radioamadores. Uma dessas doações foi um receptor de CW (sinal em código morse). Como não íamos utilizá-lo, aproveitamos para usar seus conectores nas antenas que estávamos construindo. Fizemos três antenas dipolo: 10, 15 e 20m, só faltavam os conectores para o cabo coaxial. Depois de retirarmos todos os conectores achamos um CI, que era o amplificador de áudio do equipamento.
92143_3_ficha-uhf-pl259-de-soldar-femea-de-painel-com-base-quadrada1
          A parte mais trabalhosa foi tirar o CI da placa, e quando tiramos bastou procurar seu código na internet e encontrar seu Datasheet (http://www.electronica-pt.com/db/circuitos-audio.php?ref=UPC2002) . Os capacitores e os resistores nós retiramos dos próprios equipamentos que tínhamos no laboratório de Física, e os que faltaram, compramos.
DSC05767DSC05774
          Em uma outra placa fomos soldando os componentes do circuito do amplificador de áudio. Solda pra lá, resistor pra cá, ligação errada aqui, capacitor invertido …, mas no final estava tudo pronto e no devido lugar. Na hora de testar tiver alguns problemas, um deles era que um dos capacitores era para 6V, sendo que o circuito era para 13,2V, e outro era a provável não filtragem da fonte, que precisava ser em corrente contínua. Utilizamos então uma bateria, de 9V, que tínhamos certeza que seria corrente contínua, e… pronto! Estávamos ouvindo o som de um radinho passando pelo amplificador que nós mesmos construímos.
DSC05769DSC05778
          O gráfico de nosso progresso é uma reta com coeficiente angular positivo, ela não desce. Os desafios só vão aumentando. Já estamos pensando em construir o esquema de um receptor de VHF…
receptor_de_vhf
Vanderlei Amaral

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Equipe do Colégio Militar é campeã do 2º Desafio de Robótica

          O carrinho LICH KING, desenvolvido por alunos e ex-alunos do CMPA, dominou o 2° Desafio de Energia Solar Fotovoltaica-Robô de Sucata Eletrônica, neste primeiro dia de abril.
          O objetivo era carregar uma carcaça de mouse até um alvo, a 3m de distância, da maneira mais eficiente possível. Eram duas rodadas de 3min, e dentro do tempo podíamos carregar o mouse quantas vezes conseguíssemos.
          Chegamos cedo ao colégio para terminar os últimos detalhes, principalmente do controle. A última etapa que fizemos foi introduzir na parte superior da estrutura do robô um motor que puxasse uma bandeja. Com isso, quando o carrinho chegasse perto do mouse bastava levantar a bandeja, posicionar e abaixar, lembrando uma retroescavadeira. Funcionou, porém não do jeito que precisávamos. O motor que utilizamos foi do driver de CD de um computador, que é de 5V(+-), e a placa de energia solar fornece 20V. Para resolver isso usamos um potenciômetro, para regular a tensão que ia para o motor. Também funcionou, mas ele era muito sensível e difícil de controlar. Depois de alguns testes ele acabou queimando, a corrente da fonte deve ter sido demais para ele. Resultado: íamos simplesmente empurrar o mouse.
DSC00748
          O carrinho Lich King funciona com quatro motores de 12V cada. Os dois motores da direita estão ligados em série, ou seja, precisam de 24V para funcionar normalmente. Podemos movê-los tanta para frente quanto para trás, através de uma “gambiarra” de fios que permite inverter a corrente. Os motores da esquerda têm exatamente o mesmo funcionamento dos da direita. Detalhe: cada par tem funcionamento independente. Podemos, também, ligar os quatro juntos com os mesmos 24V, pois eles estariam, nesse caso, um par em paralelo ao outro. Para dobrar, basta mover um dos pares para frente e o outro para trás. Aliás, nós brincamos de ficar girando o carrinho infinitamente, sem ele sair do lugar.
DSC00738
          Para fazer o teste de empurrar, pegamos um mouse velho e dificultamos a situação. Coloquei um motor qualquer e um ímã de HD dentro dele. Quando tentei empurrá-lo o carrinho agiu como um legítimo tanque de guerra: simplesmente passou por cima do obstáculo. Então colocamos um pedaço de placa na frente das rodas, como um para-choque. Problema resolvido!
Foto0348
          10h50min, hora de irmos para a Redenção. Chegando lá, nos deparamos com os projetos das outras escolas (um deles parecia que podia sair voando a qualquer momento). Projetos variados e muito bonitos. Uma das escolas se inspirou no Nicodemus 1, que foi feito a partir de um mouse. Infelizmente nem todos os robôs funcionaram. Eram sete escolas, e apenas três marcaram pontos. Na primeira rodada, uma delas marcou 100 pontos. Já havíamos medido a velocidade do robô, que é de mais ou menos 1m/s na velocidade máxima. Pedi aos meus companheiros que não fizessem pressão, e eles simplesmente fizeram os cálculos e exigiram 100 pontos a cada 9s. Quando chegou a nossa vez, posicionamos o tanque no ponto de partida e demos a largada. A superfície era muito lisa e isso dificultou um pouco as manobras, porém, arrecadamos 400 pontos (300 a mais do que o outro)! Na rodada seguinte o robô que tinha conseguido 100 pontos, recebeu alguns ajustes e marcou mais 400, totalizando 500 pontos. Um outro, que não havia marcado antes, também recebeu ajustes e conseguiu 400 pontos (se não me engano). Uma pequena pausa. Em nossa segunda rodada mostramos um trabalho em grupo que deu um show de eficiência. Quando o mouse chegava ao alvo, podíamos pegar o carrinho e o próprio mouse com as mãos e reposicioná-los. Havia quatro alunos nessa função: um no controle, outro segurando o fio, outro preparado para pegar o mouse e o último para pegar o carrinho. O movimento foi tão rápido, que conseguimos nada menos do que 500 pontos, totalizando 900. No final recebemos os cumprimentos das outras equipes e de um aluno do Parobé. Eles receberam nossos iguais cumprimentos.
DSC00764
          No final recebemos as medalhas e certificado entregues pela equipe organizadora e pelo Prefeito Fortunati. Tudo isso com o Casarão da Várzea como plano de fundo.
DSC00767
DSC00775
          O nome da equipe chama-se Centenário CMPA.

domingo, 1 de abril de 2012

Clube de Robótica do CMPA é campeã no 2º Desafio de Robótica

CLUBE DE ROBÓTICA DO CMPA


A Equipe Centenário do CMPA, sagrou-se campeã com larga margem de vantagem tendo em duas tentativas de três minutos cada conseguido conduzir o mouse com sucesso para a pontuação máxima da competição por nove vezes.
A Equipe 100 Anos do CMPA, representou com galhardia, empenho, e muito orgulho as cores de nosso colégio, durante a exibição das “caixas de som” com HD.
Participaram do 2º Desafio de Robótica os ex-alunos Vanderlei Amaral, Lucas Torales Azeredo e Ezequiel Pinheiro, os alunos Luana, Nicole Sofia, Daniela Petry, Humes, Euzébio e Brenno, além de muitos outros que trabalham semanalmente no Clube de Robótica desenvolvendo habilidades e competências fundamentais para a formação do cidadão.
Esta participação vitoriosa e empolgada nas competições de robótica nos estimula a dinamizar e consolidar com maior infra-estrutura e condições as atividades do Clube de Robótica do CMPA. 
Parabéns a todos os alunos e integrantes do CMPA por mais esta orgulhosa e vitoriosa atividade.

Porto Alegre-RS, 1º de abril de 2012

Gentil César Bruscato - 1º Ten QAO
Coordenador do Clube de Robótica do CMPA



terça-feira, 20 de março de 2012

Convite "Operação Rádio Centenário CMPA"‏

Colégio Militar de Porto Alegre

Clube de Radioamadores do CMP

"Operação Rádio Centenário CMPA"

          O Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA), completa cem anos de existência em 22 de março de 2012. Para comemorar esta data o Clube de Radioamadores do CMPA estará realizando a Operação Rádio Centenário do CMPA, a ser realizada nos dias 7, 8, 14  e 15 de julho de 2012, com início da operação às 21 horas UTC de sábado e término às 21 horas UTC de domingo, com tráfego indistinto de telegrafia (CW) e fonia (SSB). Haverá contato nas faixas de frequência de 2, 6, 10, 12, 15, 17, 20, 30, 40, 80 e 160 metros.
          Aqueles radioamadores, do Brasil e do mundo que, nestas datas, realizarem contato via rádio com a estação rádio PY3CM, receberão cartão de confirmação de contato especialmente confeccionado para esta operação.
         
          Por desenvolver as atividades radioamadoras, desde 2010, dentro de ambiente de ensino o lema de nosso clube é “O Ensino da Física através do radioamadorismo”, já tendo durante este breve tempo de existência motivado diversos jovens para a sadia e educativa atividade do rádio e das antenas.
          Pedimos a fineza de divulgar esta rodada dentro do âmbito de sua agremiação radioamadora. TNX. Forte 73.
Porto Alegre – RS - Brasil, 20 de março de 2012.
Gentil César Bruscato – 1º Ten (PY3TT)
Coordenador do Clube de Radioamadores do CMPA

sexta-feira, 16 de março de 2012

2° Desafio de Robôs Movidos a Energia Solar

          A prefeitura lança em abril o 2º Desafio de Energia Solar Fotovoltaica – Robô de Sucata Eletrônica entre estudantes dos níveis médio, fundamental e técnico da Capital. A ideia é promover a construção e mobilidade de um Robô Experimental, com design moderno, criativo e sustentável movido à energia solar e confeccionado com peças de sucata eletrônica.

          Estão abertas as inscrições das escolas para participar do concurso. Depois do grande sucesso da primeira edição, o evento agora será promovido pelo Gabinete de Inovação e Tecnologia (Inovapoa), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Smed), e acontecerá no dia 1º de abril, das 9h às 14h, no Parque Farroupilha (Redenção), ao Lado do Monumento ao Expedicionário.

imagem79164_thumb6

Inovação - O grande desafio é estimular os acadêmicos a desenvolverem projetos científicos e inovadores de geração de energia elétrica a partir de uma placa de energia solar fotovoltaica. Os projetos serão avaliados em duas categorias (uma tarefa com pontuação e uma apresentação livre) por uma comissão multidisciplinar composta por professores técnicos e também doutorandos em engenharia e física.

          As ferramentas de sucata tecnológica para a montagem desse protótipo de robô serão compostas por peças de informática e periféricos descartados, na empresa de reciclagem Trade Recycle. A PUCRS fornecerá as placas de energia solar, que estarão disponíveis nas pistas de competição produzidas de chapa galvanizada, para garantir a realização do concurso e a mobilidade dos robôs.

          A finalidade é garantir a sustentabilidade ambiental, promovendo, assim, a reciclagem e o reuso dos componentes. Os alunos e os componentes da comissão julgadora receberão ao final da prova um troféu e o certificado de participação.

          Mais informações do Regulamento do Concurso com Paulo Eberhardt no Inovapoa pelos telefones (51) 3289-7312 e 3289-7313.

Fonte: http://www.inovapoa.com/default.php?p_noticia=150006&2O+DESAFIO+DE+ENERGIA+SOLAR+COM+ROBOS+RECEBE+INSCRICOES

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Troféus CVA-2011


          A Estação Rádio PY3CM recebeu recentemente os troféus de 1º lugar em telegrafia e 2º lugar em fonia, relativos a sua participação no Concurso Verde-Amarelo 2011(CVA 2011), já em sua 52ª edição. Organizado e patrocinado pela Escola de Comunicações do Exército Brasileiro o CVA é considerado o maior concurso de radioamadorismo nacional, havendo diversas categorias de radioamadores que participam e são premiados, no caso da Estação Rádio PY3CM, do CMPA, concorremos na categoria sub-diretora militar, onde a estação rádio deve estar localizada dentro de uma Organização Militar do Exército Brasileiro. Como já 

acontece pela segundo ano consecutivo contamos com o apoio e trabalho dedicado e incansável de 
uma equipe ímpar de radioamadores, sem os quais não poderíamos obter tão expressivo resultado. São eles Miguel Renato Bulcão Zimmermann (PY3MM), Christian Câmara (PY3XX), Fleurivan Jacobus (PY3FJ), Pedro Preisler de Carvalho (PY3BM), Claudio Chicon da Silva (PY3NZ). Para 2012 contamos novamente com este apoio para novos desafios. Forte 73

Porto Alegre-RS, 16 de fevereiro de 2012.

Professor de Física 1º Ten Gentil César Bruscato

Coordenador do Clube de Radioamadores do CMPA

1º Desafio de Robótica

Materializando a participação exitosa dos alunos de nosso Clube no 1º Desafio de Robótica organizado pela Prefeitura de Porto Alegre, através da Secretaria de Inovação, recebemos do Sr. Paulo Eberahrt, coordenador do projeto uma placa referente ao evento que registra a participação, mais uma vez destacada, dos integrantes do CMPA em atividade inovadora e desafiadora. Os meus sinceros agradecimentos aos dedicados alunos e ex-alunos que superaram as expectativas ao conseguirem desenvolver um trabalho onde tiveram de aprender conceitos físicos de eletrônica e eletricidade básica para construir o nosso "protótipo".
Porto Alegre-RS, 16 de fevereiro de 2012.
  
Professor de Física 1º Ten Gentil César Bruscato
Coordenador do Clube de Radioamadores do CMPA